domingo, 7 de novembro de 2010

Criatividade

Não restrinja a criatividade a nada em especial



Criatividade não tem nada a ver com nenhum tipo de atividade especial, com pintura, poesia, dança, canto — não tem nada a ver com nada em especial. Qualquer coisa pode ser criativa; é você que confere essa qualidade à atividade.

A atividade em si não é algo criativo nem sem criatividade. Você pode pintar um quadro sem criatividade, você pode limpar o piso sem criatividade, você pode cozinhar sem criatividade. 

Criatividade é a qualidade que você acrescenta à atividade que você está realizando. Ela resulta de uma atitude, de uma abordagem íntima — de como você vê as coisas.

Portanto, a primeira coisa a lembrar é: não restrinja a criatividade a nada em especial. É a pessoa que é criativa — e, se a pessoa é criativa, qualquer coisa que ela faça...

Mesmo quando ela anda você vê que em seu jeito de andar há criatividade. Mesmo quando ela senta em silêncio, sem fazer nada —mesmo sua inatividade será uma atitude criativa.

O Buda sentado sob a figueira sem fazer nada revela-se como o maior criador que o mundo conheceu.

Quando você entender isso — que é você, a pessoa, que é criativa ou sem criatividade — então o problema de sentir-se como se você fosse alguém sem criatividade desaparece.

Nem todo mundo pode ser pintor — e também não há necessidade disso. Se todos fossem pintores, o mundo seria muito ruim; seria difícil viver! Nem todo mundo pode ser dançarino, e não há necessidade disso. Mastodos podem ser criativos.

Qualquer coisa que você faça, se a fizer com alegria, se a fizer com amor, se a sua razão de fazê-la não for puramente econômica, ela será criativa. Se algo cresce demais dentro de seu ser, se ele o faz crescer, ele é espiritual, ele é criativo, ele é divino.

Você se torna mais divino à medida que se torna mais criativo. Todas as religiões do mundo têm dito que Deus é o criador. Não sei se ele é o criador ou não, mas uma coisa eu sei: quanto mais sua criatividade aumenta, mais divino você se torna.

Quando sua criatividade atinge o auge, quando toda a sua vida se torna criativa, você vive em Deus. Assim, ele deve ser o Criador, pois as pessoas criativas são as que mais próximo dele estão.


Osho, em "Criatividade: Liberando Sua Força Interior"

3 comentários:

Dieguito disse...

ah Eloisa, esse texto seu me faz lembrar um casal. ahahah
Ele faz declaraçoes pra ela sem dizer nenhuma palavra.
Ela declara o amor pra ele usando a arte que impera sua alma, o seu maior "dom" que é com a criatividade.

Até quando faço desenhos de coraçoes no ar, ela acha incrivel.
ahahaha
bjs

Sandrinha disse...

Eloisa, como vai?
Passei mais uma vez para olhar seu blog e gostaria de lhe fazer um convite, escrever um texto sobre o seu belissimo trabalho para eu postar no meu blog. Vc pode encaminhar o texto para meu email: sandrissima_sammy@hotmail.com. Vou adorar poder falar do seu trabalho no meu blog.
Um grande abraço!

Sandrinha

Tays Rocha disse...

Gostei disso amiga, como vc sabe, o meu fluxo de alunos é muito grande e sempre ouço alguém dizendo que não consegue fazer as coisas fora da aula por não ser criativo, não ter criatividade, então sempre falo que isso é exercício pessoal de cada um, que é necessário se soltar, fazer as coisas de forma intuitiva, nesse meio artístico nada que se fassa muito programado ou com intenções camufladas dá certo. Saudades enormes de vc. Beijocas.

AVISO


Nem todas as imagens no blog são de minha autoria, se uma delas for sua e não quiser que eu a use, entre em contato que coloco os devidos créditos ou retiro.