quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O que é arte terapia? E o que não é arteterapia?


Arteterapia tem como principal objetivo atuar como um catalisador, favorecendo o processo terapêutico, de forma que o indivíduo entre em contato com conteúdos internos e muitas vezes inconscientes, normalmente barrados por algum motivo, assim expressando sentimentos e atitudes até então desconhecidos.
Arteterapia resgata o potencial criativo do homem, buscando a psique saudável e estimulando a autonomia e transformação interna para reestruturação do ser. Propõe-se então, a estruturação da ordenação lógica e temporal da linguagem verbal de indivíduos que preferem ou de outros que só conseguem expressões simbólicas. A busca da terapia da arte é uma maneira simples e criativa para resolução de conflitos internos, é a possibilidade da catarse emocional de forma direta e não intencional.


A arte terapia não é especificamente para artistas, aos interessados em artes ou aos com aptidões e talentos artísticos. 

Arte terapeutas
não são professores de artes.
Eventualmente são também artistas, mas têm que ter formação e treino específico no processo criativo. Ter supervisão de profissional qualificado.

Arte terapia
não é terapia ocupacional.

Arte terapia não serve para fazer diagnósticos através das produções.
Serve para abrir portas, desbloquear conflitos.
A arteterapia não tem por intenção "ocupar”, mas  proporcionar experiências de criação, autoconhecimento e crescimento pessoal.
 



4 comentários:

Nayara Borato disse...

Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Alma de poeta. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





Narroterapia:

Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

http://narroterapia.blogspot.com/

Anônimo disse...

Elo,a arte tem força própria,cura as dores e se não cura,traz um tanto de expressão do que aflige a alma.
O Bispo é um belo exemplo disso!
bjs
Patricia Petro

blog da Paraguassu disse...

Querida Eloisa,
Vim agora do blog da Malu onde fiquei te conhecendo e sabendo do nível de teu trabalho. Adorei. Fiquei muito feliz em
saber da importância deste trabalho junto àqueles de necessitam deste desenvolvimento. Gostei muito! Parabéns pelo que fazes o que, deve te dar muita
alegria e satisfação pessoal por realizares algo tão belo e sensível.
Gostaria que você conhecesse meu cantinho. Espero que goste e aprecie minhas postagens. Fique à vontade para seguir-me ou não. Eu, como adorei você e o que vc faz, já a estou seguindo e voltarei mais vezes aqui, amiga.
Um beijo e ótimo final de semana,
Maria Paraguassu.

Dra Susana Batalha disse...

Olá! Chamo-me Susana, sou Psicóloga Clínica e como passei por aqui há uns dias atrás, resolvi fazer-lhe o convite para ir ao meu Blog! Esta é a minha última Publicação: http://psisusanabatalha.blogspot.pt/2012/04/faz-bem-falar.html

Aguardo notícias suas :)

AVISO


Nem todas as imagens no blog são de minha autoria, se uma delas for sua e não quiser que eu a use, entre em contato que coloco os devidos créditos ou retiro.