sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Feliz Natal





Sonia Moreira C Barbosa
O amor de Deus nunca cessa. NUNCA. Mesmo que o rejeitemos, ignoremos, desprezemos ou lhe desobedeçamos. Ele não muda. Nosso mal não diminui Seu amor. Nossa bondade não pode aumentá-lo. Nossa fé não pode conquistá-lo tanto quanto nossa estupidez pode comprometê-lo.
Deus não nos amará menos se falharmos ou formos bem-sucedidos. O amor de Deus NUNCA cessa.
É tempo de festa, é tempo de comemorarmos o nascimento, dAquele, que veio ao mundo para reconciliarmos com o Pai, é tempo de revermos nossa vida, nossas atitutes, nosso coração. Enfim é tempo de mais uma vez declararmos que JESUS É SENHOR das nossas vidas.
Deixe JESUS nascer em sua vida e então será Natal para você.
Feliz Natal



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

A Arteterapia pode ser um caminho revelador e inspirador que nos ajuda a 
entrar em contato com a possibilidade abundante e generosa de acreditar, 
desafiar, reconstruir, criar e expressar as emoções, sentimentos e imagens que
trazemos dentro de nós.~
A arteterapia é um ponto de partida para perceber o desvelar de caminhos 
que foram revelados a partir do despertar para o criativo. Esse processo que é nutrido 
com a arte pode imprimir novas marcas na trajetória do SER e sistematizar os registros 
desse caminhar, elaborar questões e visualizar novos caminhos. Perceber-se e perceber 
o outro nessa história de conquistas, desafios e limites.
Cássia de Fátima da Silva Souza

“Se você aprende a reconhecer, alimentar e proteger o artista criador que habita em você, torna-se capaz de movimentar-se diante da dor, do medo e dos sentimentos que bloqueiam e impedem a transformação” (Allessandrini, 1998, p.16



sábado, 1 de dezembro de 2012

Arteterapia com idosos

A Arteterapia não elimina as limitações inerentes ao processo de envelhecimento, mas favorece o desenvolvimento da criatividade e pode alterar a percepção do mundo, auxiliando o idoso no descobrimento de uma postura mais positiva diante da vida e despertando a vontade de buscar a felicidade pessoal. 
Arteterapia visa estimular a criatividade através das diversas atividades artísticas, entendendo
que estas se apresentam como um instrumento facilitador e catalisador do processo de resgate da qualidade de vida do homem na sua segunda metade da vida.
Evidentemente, não se trata de levar indivíduos a produzirem grandes obras de arte, mas de despertar o compromisso com a vida, ajudando a superar o medo da morte, até porque muito do que se perdeu, pode ser revivido na Arte. E a experiência artística pode nos reconduzir re-enamoramento pela vida e por suas inúmeras possibilidades.
De:http://pernypsicoarte.blogspot.com

Através de Arte Terapia , "os idosos são capazes de ganhar inúmeros benefícios, incluindo usar suas mentes e sentidos, praticando habilidades cognitivas, deixando escapar o estresse e ganhar o controle de algumas partes de suas vidas. Eles são capazes de decidir o que pintar, como pintar e que cores usar, demonstrando uma habilidade que pode não ter sabido que possuíam. "


A arte traz alegria, magia, encantamento, saúde, bem estar, inquietação produtiva, aquieta demônios, embala sonhos, adormece tentações, acorda esperanças.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Mergulhar na cores


Mergulhar nas cores.
Explodir.
Expressar.
Tempo para descobrir e re-significar transformações
que possibilitam processos criativos
promovendo a harmonia e bem-estar
nas diferentes dimensões da pessoa.
Uma proposta prática e estimuladora
utilizando diferentes canais perceptivos
y diversos materiais expressivos,
mediante a reflexão e o intercambio
respeitando os emergentes individuais e grupais.



“Se você aprende a reconhecer, alimentar e proteger o artista criador que habita em você, torna-se capaz de movimentar-se diante da dor, do medo e dos sentimentos que bloqueiam e impedem a transformação” (Allessandrini, 1998, p.16)



"Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda."
Carl Jung

domingo, 11 de novembro de 2012

As vantagens da arte como palavra



A Arteterapia é indicada para crianças e famílias, além de atender indivíduos com deficiência ou perdas decorrentes de patologias. "No caso da terapia familiar, os recursos artístico-expressivos têm a vantagem de diminuir a distância existente entre crianças e adultos, com a criança dispondo de um meio de expressão daquilo que deseja comunicar no setting terapêutico", explica Maíra Bonafé Sei, diretora do conselho da Associação de Arteterapia do Estado de São Paulo.
Para pacientes que estejam imobilizados ou não possam produzir com as mãos, são aplicados recursos como o músicas, expressão corporal, contos de fadas e mitos. Ou seja: tudo é adequado à limitação de cada um.
Patrícia complementa: "Os recursos facilitam a expressão de sentimentos, podendo acelerar muitas vezes o processo terapêutico. Para pessoas que apresentem dificuldades em colocar em palavras o que estão vivenciando e sentindo, como em casos traumáticos (violência, abuso, luto), e entre crianças e adolescentes, para quem geralmente é mais fácil se expressar através da linguagem não-verbal, a Arteterapia oferece uma linguagem mais acessível, trazendo a dimensão do prazer aliada ao processo terapêutico, o que ajuda a tratar questões que, de outra forma, seriam extremamente dolorosas de trabalhar".

Seria então a Arteterapia mais indicada para os introspectivos? Patricia responde: "Ela tanto ajuda pessoas mais introspectivas a se expressarem de forma mais fluída, quanto ajuda pessoas menos introspectivas a silenciarem a sua mente e ouvir mais o seu coração, o seu inconsciente, sendo indicada em ambos os casos".
Publicação de:http://www.bolsademulher.com/mundomelhor/arteterapia-103334-2.html

Arteterapia


Quando se fala em terapia, a primeira coisa que vem à cabeça é alguém deitado em um divã e um analista com um bloquinho de anotações. Pare agora para imaginar uma sessão de terapia onde o paciente usa fotos, colagens, música e imagens como discurso e objeto de análise. A Arteterapia funciona assim: a arte dá voz ao que se passa no interior de cada um. 


Princípios

A Arteterapia é baseada na crença de que os recursos artístico-expressivos contribuem para a expressão e comunicação de sentimentos, pensamentos, vivências, tendo a vantagem de quebrar a barreira da palavra.

"A linguagem simbólica, que é a da arte, é a mesma "falada" pelo inconsciente. Para algo fazer sentido é preciso que a dimensão simbólica seja acessada. Quando nos expressamos artisticamente, nos abrimos para um diálogo interior em que o inconsciente mostra o que está nos "bastidores" da psique, nos colocando em contato com sentimentos que estão na base de nossos comportamentos e atitudes, promovendo questionamentos e transformação. Arte ajuda a desenvolver potencialidades que nos tornam mais ricas e integradas", explica Patrícia Pinna Bernardo, coordenadora da Pós-graduação em Arteterapia e da Pós-graduação em Arteterapia Aplicada: saúde, artes, educação e organizações (UNIP).

"A abordagem utiliza recursos como poesia, contos, música, escultura e jogos com foco no desenvolvimento humano ou terapêutico", explica Gislene Nunes Guimarães coordenadora da CENTRARTE - Centro de Estudos em Arteterapia, Psicologia e Educação/FAVI, em Porto Alegre.
Como funciona?

Aline Cabral, artesã e arteterapeuta, pontua: "A partir de análise das reuniões iniciais, onde conversamos com o grupo ou com o paciente, partimos para um diagnóstico do que deve ser trabalhado e sugerimos os métodos que poderão ser usados". Tudo varia de acordo com o contexto (hospital, instituição) e com o público (criança, idoso, adulto).
Patrícia detalha o processo: "As primeiras atividades vão ajudar a pessoa a se sentir confortável e acolhida no espaço terapêutico (formação do vínculo), a se apresentar e olhar para o seu percurso de vida, a se perceber melhor (como ela se vê e se coloca no mundo), a entrar em contato com o que pede a sua atenção especial (o conflito atual). Ou seja, é feito o diagnóstico do que a pessoa precisa trabalhar em si. Depois o arteterapeuta propõe atividades que ajudem no trabalho dessas questões. A pessoa também pode sugerir as técnicas (pintura, modelagem, colagem etc)".

Aline cita como exemplo o trabalho que desenvolveu em uma instituição voltada a recuperação de viciados: "Eles falavam da saudade que sentiam de suas origens, a atual falta de identidade e a busca por um local no mundo. Logo vimos que deveríamos trabalhar o elemento terra, de diferentes maneiras. A partir de um tema sugerido para cada sessão, um trabalho artístico era feito. Em um deles, levamos sementes, areia e usamos em colagens que representassem o que estavam sentindo. Em outro, trabalhamos contos e fomos para o Jardim Botânico, para que vivenciassem realmente características da terra: o cheiro, o contato, a natureza".

Ela conta que transformações eram percebidas a cada sessão. Se antes eles chegavam receosos e muito desconfiados, aos poucos foram se soltando e se sensibilizando. "A arteterapia provoca uma reação, instiga. Nesse grupo, muitos tinham problema de cognição, não conseguiam formar uma frase inteira, uma linha de pensamento, em decorrência do uso excessivo de drogas. Conseguimos melhorar a autoestima deles pela arte, pelo trabalho manual. Era claro: a cada sessão, a confiança no nosso trabalho e neles mesmos melhorava e se traduzia no próprio asseio e cuidado com higiene e roupas", completa.

Gislene conta que o trabalho mais marcante foi desenvolvido com um grupo de mulheres vítimas de violência e que, portanto, tinham dificuldade de estabelecer uma relação completa com o outro. "Durante 6 meses, em encontros semanais, foram trabalhadas a criança interior que não recebeu o afeto e cuidado esperado, a adolescente que muito cedo viu que o príncipe era um sapo, diante de uma gravidez precoce. Foi um grande desafio despertar do sono e da inércia esta mulher adulta, regatando o encantamento de ser responsável pelos seus sonhos e autora do enredo de uma nova história".
Publicação de:http://www.bolsademulher.com/mundomelhor/arteterapia-103334.html

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Como a arte pode curar a alma

 por Hogga em Arte Terapia
Em nossa experiência almas podem não ser refletidas diretamente em nossas vidas. Nossos sentimentos devem refletir as nossas experiências diárias diretamente. No entanto, há pessoas que se deparam com problemas com seus sentimentos. Isso às vezes leva a complicações mentais. Para viver uma boa vida, você precisa ser livre de estresse. Você precisa de sua calma alma para viver uma vida confortável. Vejamos como a arte pode curar a alma e libertá-lo da angústia.
Arte terapia é uma arte que usa a criatividade para curar problemas emocionais. Ele pode ser um meio poderoso de transformação emocional já que você é capaz de produzir pinturas visuais estimulantes em sua mente e traduzi-los em realidade. É através deste que você começa mentes inovadoras que produzem boa música, filmes interessantes e filmes, poemas e outras artes expressivas.
Por exemplo, a música como uma arte pode ser um bom elemento de arte-terapia.
 No Quênia, há um famoso ditado que a música limpa a alma. Você pode se perguntar como a música como uma arte pode curar a alma. Na verdade ele faz, quando você se sentir angustiado e ouvir música suave, ajuda-lo a recuperar o seu espírito e de alguma forma, o estresse desaparece. Você vai encontrar-se cantando junto com a música, a dança ou acenando para a música, batendo palmas e assim por diante. Isso é um sinal de que a música que você está ouvindo tem algum efeito sobre a sua alma. Existem diferentes gêneros de música e você sempre pode escolher o que melhor lhe convier. Há música, você pode ouvir quando você está triste e lentamente a recuperar o seu humor, música para ouvir quando está com raiva e eles te acalmar. Isto prova que a música é uma forma de arte-terapia e cura a alma.
Mesmo que muitas pessoas consideram a música para fazer parte da poesia, não abranger o conjunto da poesia. Poesia como uma arte pode curar a alma também. Poemas são uma forma de arte expressiva que se encontra interessante ouvir ou ler. Quando o espírito está baixo, você pode levar tempo e participar de exposições poema. Com certeza você vai ser capaz de concordar que haverá uma mudança no seu espírito uma vez que você sair da exposição. Só uma mente criativa pode escrever um bom poema. Portanto, isso significa que quando você ler ou ouvir alguém recitar um poema, você está realmente ficando um vislumbre da criatividade no poema. A poesia é uma forma de poesia arte que abre sua mente e cura sua alma.

domingo, 7 de outubro de 2012

Semana da criança chegando...


Semana da criança chegando...
Maneiras fáceis e baratas de mostrar seus filhos que você os ama.
-Use marcadores para deixar notas na janela do carro ou espelho do banheiro.

-Planeje uma noite de família. Pode ser coisas simples como um jantar e um filme... Você só precisa comer e ver com eles!


-Deixe recado ou imagem na sua mesa de cabeceira para ele veja de manhã. 


-Sente para desenhar com ele.


-Deixe que eles lhe ensinarem alguma coisa. Todos eles têm interesses e talentos especiais. Tire algum tempo para deixá-los dizer ou mostrar o que eles sabem. 


-E um último... Simplesmente divirta-se com eles!

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

A estrada da sua vida.Creativity in Therapy: The Road of Your Life-

Creativity in Therapy: The Road of Your Life

Na semana passada eu estava na estrada muito, movendo-se da Califórnia para o Texas. Com esta jornada em minha mente, eu pensei que eu iria compartilhar sobre uma intervenção arte-terapia para representar a vida como uma estrada. Eu costumo dar ao cliente um aviso que diz algo assim: "Imagine sua vida é como uma viagem ao longo de uma estrada Desenhar uma imagem para representar o que este caminho seria semelhante Pense sobre os acontecimentos importantes as que aconteceram até agora e onde.. você espera ser a posição. " Esta intervenção pode ser usado com crianças ou adultos. Tenho muitas vezes utilizado esta intervenção para o início do tratamento para ajudar a reunir informações sobre o histórico do cliente e objetivos futuros, bem como para ajudar o cliente a colocar sua situação atual no contexto. Eu também tenho usado essa atividade recentemente com uma criança para ajudar na transição para outro terapeuta. Depois de criar sua obra de arte estrada, ele foi capaz de ter uma peça de transição e linha do tempo que ele poderia usar para preencher o novo terapeuta sobre as pessoas importantes e eventos em sua vida. Aqui estão alguns exemplos de obras de arte sobre a vida como uma estrada. Por favor, note que, para proteger a confidencialidade eu nunca postar trabalhos artísticos cliente real. As duas primeiras peças são vagamente baseado em temas e imagens que tenho visto na arte do cliente. A terceira peça é baseada em minha própria vida e transições. Você já tentou esta intervenção com seus próprios clientes ou para si mesmo? Por favor, compartilhe seus pensamentos, experiências e comentários!






quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Expondo os desenhos das crianças (Idéias)

Tampas de caixas

Idéia para expor os desenhos das crianças sem custo de moldura.
E ,melhor,podendo trocar vez ou outra os desenhos.(Valorização dos trabalho feitos pelas criança.(Auto-estima em alta.)

Escolhendo um cantinho especial.

Plastificando um desenho.(Jogo americano)
Decorando sacolas.

Pintando uma camiseta.

Criando cartões.

Escolhendo uma parede.Criando uma galeria de arte em casa.

A criança ao desenhar desenvolve a auto-expressão e atua de forma afetiva com o mundo, opinando, criticando, sugerindo, através da utilização das cores, formas, tamanhos, símbolos, entre outros. 



domingo, 23 de setembro de 2012

Filmes: Em frente da classe


O filme é uma historia incrível de um homem que lutou desde criança contra o preconceito. Um preconceito que partia até da sua própria família, só sua mãe descobriu qual era sua doença e o ajudava. Brad fez com que todos vissem que era possível ele tornar seu sonho de ser professor em realidade.

Provou que certas limitações não nos fazem menores e inferiores, elas são exatamente aquilo que precisamos para nos impulsionar e ajudar a nos tornarmos mais fortes e seguir sempre de cabeça erguida. Brad ganhou o prêmio de professor do ano.

O filme é baseado na historia de Brad Cohen, um professor americano que possui a síndrome de Tourette desde seus 6 anos de idade. Para quem não sabe, a síndrome de Tourette consiste em uma desordem neurológica ou neuroquímica expressada na forma de tiques e afeta mais homens do que mulheres.
Assisti ontem.vale a pena ver,você vai se emocionar!

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Valor terapêutico dos materias artísticos


Cada material mobiliza conflitos,
trazendo-os a tona para uma nova organização.
A escolha de um material é um dado importante para o arte terapeuta.
O material plástico é instrumento para expressar
 como sente a pessoa ,no momento que faz uso do mesmo.Projeta conflitos,emoções,sentimentos,desejos.
a cada sessão a escolha do material a ser usado pode ser feita pela própria pessoa ou sugerido pelo arte terapeuta.
Ele vai ajudar no despertar da sensorialidade,percepção,o nosso querer,o nosso realizar.

No processo de envelhecimento, o principal foco é fazer com que o idoso se RECONHEÇA, pois o idoso já se conhece, ele conhece os seus comportamentos, sua personalidade, basta relembrar. No entanto, muitas vezes, ele se conhece pelo outro, c
omo o outro o vê, “você é assim”. Será que eu sou assim? A Arteterapia oferece a oportunidade do idoso recomeçar a si ver, de perceber como a sociedade o vê, de posicionar-se não como um incluído na sociedade, mas como um cidadão permanente numa sociedade que ele não saiu, como um tesouro de sabedoria que enriquece aqueles que o cercam.

"Ao pintar, o seu Eu é constantemente convocado a tomar decisões – que cor escolher, onde e quanto colocá-la. Se o resultado desta ação não agradar, há de se escolher outra cor, arriscar uma outra composição. Movimento e coragem interior sã
o requisitados. Quando tudo isto se estende dos pínceis e papéis para o dia-a dia, um passo (ou vários) em direção à cura terá sido dado."
Matéria publicada no boletim da AURORA, Associação Brasileira de Terapeutas Artísticos Antroposóficos).

O caminho criativo em arteterapia tem o propósito de concretizar, dar forma e materialidade ao que é intangível, difuso, desconhecido ou reprimido. Sonhos, conflitos, desejos, afetos, energia, psíquica que é bloqueada e precisa liberar-se e
 fluir, ganhar concretude e poder plasmar e configurar símbolos, que assim, cumprem sua função de comunicar, estruturar, transformar e transcender. (Philippini, 2008, p. 65)
Compartilhado de:http://arteterapiartecomterapia.blogspot.com.br/2011_09_01_archive.html

sábado, 15 de setembro de 2012

O QUE TEM DENTRO DE MIM QUE EU NÃO VEJO


Por Cynthia Alves

Marisa tem um monte de coisas dentro de si que ela não vê.

Juliana também. E Carolina.

Mas o que elas têm dentro de si que elas não vêm?

Juliana responde: Tenho amor. O amor a gente não vê. Só sente.

Carolina concorda. Amor, alegria, esperança estão dentro da gente.

Isso se chama SENTIMENTO.

Marisa pensou em algo diferente.

Eu tenho todos os pássaros, todas as flores, todas as nuvens e primaveras que já vi algum dia. Eu os tenho dentro de mim. Isso se chama MEMÓRIA”.
Juliana e Carolina sorriem! Como não haviam pensando nisso? Todos os dias ensolarados estão em suas memórias. As viagens, o dia em que Juliana machucou o joelho, os lanches na casa da avó...Que bacana! Elas os têm dentro de si.

Mas que coisa interessante é a nossa cachola, diz Carolina!

Tanta coisa, tanta coisa...completa Juliana.

Coisas simples e complicadas, reflete Marisa!

A professora interrompe a conversa e propõe uma atividade.

Hoje vocês farão um desenho sobre o que tem dentro de vocês que vocês não vêm.

Marcello contesta: “Se eu fechar os olhos, eu vejo!!!”

“Muito bem. Marcello!” Responde a professora. “Isso se chama IMAGINAÇÃO.”

Imaginar é colocar a nossa memória pra funcionar. Todas as coisas que guardamos.

“E quando o que eu vejo está fora?” Pergunta Marcello.

É chamado de PERCEPÇÃO”, responde a “fessora”.

As cores, os sons, os sabores são todos percepção.

Acontecem através dos sentidos: visão, olfato, audição, paladar e tato.

As crianças começam a atividade e logo percebem que precisam de tinta para desenhar.

A professora sorrindo completa: Isso se chama ARTE.

A arte é colocar lá fora o que está cá dentro.

Marieta pintou o sonho que teve esta noite.

Isto ainda é mais complicado!

O sonho, será que ele existe?

O sonho é uma mistura do que vemos durante o dia, diz a fessora.

Misturamos memória e o nosso querer.

Querer? Mas o que é o querer? Pergunta Carolina.

Marieta arrisca: Querer é quando sentimos falta de alguma coisa.

É como quando queremos pintar ou estar com alguém de quem sentimos falta.

Carolina quer saber se entendeu:

Ouço uma música através da percepção. Guardo, através da memória. Lembro, através da imaginação. Toco, através da arte. Sonho, através dos sonhos. Fico feliz, através do sentimento e sinto falta, através do Querer.”

Carolina recebeu um 10. Demonstra que aprendeu a lição.

Mas será que alguém sabe o que é APRENDER?

Aprender é compreender, define Marcello.

E compreender é o motivo pelo qual vamos à escola.

Aprender é memorizar. Pode ser uma aula, uma música, uma equação matemática. Pode ser uma regra ortográfica ou uma palavra em inglês.

Aprender envolve compreensão, atenção e arte.

Querer, memória e emoção.

O que aprendemos, dificilmente esquecemos, porque o que aprendemos fica guardado na nossa memória.

E a emoção, professora, o que é? Pergunta Marisa.


Emoção é a mais difícil de explicar. É quando você sente, faz ou ouve alguma uma coisa que toca o seu coração. Uma descoberta, uma conquista, um sonho a realizar.

A emoção por si só vale toda a explicação.

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

Introdução -Arte, Arte educação e arteterapia




Arte, Arte educação e Arteterapia

Arte – A arte é uma criação humana com valores estéticos
 (beleza, equilíbrio, harmonia) que sintetizam as suas emoções,
 sua história, seus sentimentos e a sua cultura. É um conjunto 
de procedimentos utilizados para realizar obras, e no qual aplicamos 
nossos conhecimentos. Apresenta-se sob variadas formas como:
 a plástica, a música, a escultura, o cinema, o teatro, a dança, a arquitetura etc.
 Pode ser vista ou percebida pelo homem de três maneiras: visualizadas,
 ouvidas ou mistas (audiovisuais). Atualmente alguns tipos de arte
 permitem que o apreciador participe da obra.
 O artista preciso da arte e da técnica para se comunicar.



Arte educação – É o trabalho desenvolvido pelos profissionais (prof. de Artes) 
com as quatro linguagens (Música, Dança, Teatro e Artes Plásticas) e suas
 mais diferentes modalidades, trabalhando sempre com a metodologia triangular
 (conhecer, fazer e apreciar). 
Uma aula de Artes bem direcionada começa com o conhecimento 
do assunto seja uma pintura, uma escultura, uma data comemorativa, um tema, etc. 
A partir do momento que a criança se intera do que está sendo estudado,
 tem condições de criar sua própria arte e apreciá-la. 
Ela vai esboçar o que vai fazer e escolher o material que será utilizado.
 Algumas crianças conseguem se expressar melhor com o giz de cera, 
outras com as tintas, outras com papel, tesoura e cola, outras com os sons, etc.
Os materiais podem mobilizar emoções e sentimentos diferenciados 
de criança para criança, portanto quando se trabalha com criação 
é importante oferecer às crianças diferentes materiais para que
 ela possa escolher aquele que mais lhe agrade.
Nas atividades artísticas (Artes Plásticas) são utilizados materiais que auxiliam
 na coordenação motora fina e intelectual. A criança, ao desenvolver essas
 atividades explora a atenção, a concentração e o contato com a realidade.
 Elas podem acontecer através dos desenhos, atividades de recorte e
 colagem, pintura, tridimensionalidade e impressão. 

Arteterapia 
– É o uso de recursos artísticos com finalidades terapêuticas
 onde as escolhas e procedimentos dos indivíduos são consideradas 
elementos que retratam o seu mundo interior.  
 É considerada a forma de expressão mais pura que há para a
 demonstração do inconsciente de cada um.

 É importante que a cada atividade artística que a criança desenvolve 
com o arteterapeuta, seja verbalizada e compreendida por ela, 
só assim ele passará para a próxima etapa. 

Dessa forma, ela vai se conhecendo melhor, resolvendo seus
 conflitos internos e resgatando o próprio potencial criativo.

Traçando um paralelo entre a Arte educação e Arteterapia


Desenho pronto + Pintura
Arte educação
- Desenho pronto (xerocado ou mimeografado) –
 A criança não tem o trabalho de desenhar, ela recebe o desenho pronto e
 só vai preencher os espaços com giz de cera, lápis de cor ou tinta. 
Esse tipo de atividade não desenvolve a criança intelectualmente,
 muito pelo contrário, a criança cresce sendo tarefeira somente.

Arteterapia
- O terapeuta se utiliza desse tipo de desenho para verificar a paciência
 da criança, a atenção e o grau de submissão que possui.

Desenho – cópia + Pintura
Arte educação
- Nas atividades de desenho onde se solicita à criança a cópia, 
a criança vai tentar reproduzir a realidade tal como ela é, 
ela fica com medo de errar. Às vezes pode se tornar insegura nas
 aulas de artes e, consequentemente, terá dificuldades de direcionar
 a própria vida. Geralmente até as cores são as mesmas do original.

Arteterapia
- A criança mostra o grau de atenção e observação que ela possui.
 O que ela consegue captar ao olhar algo e o que é importante
 aos seus olhos. Ela revela o que vê de importante naquilo que
 está sendo observado e tenta imitar o máximo possível o modelo. 



Desenho – livre + Pintura
Arte educação
- No desenho livre, a criança entra em contato com sua realidade interna
 e “viaja” nos seus desenhos. Às vezes se contenta com o desenho a ponto
 de não querer pintar.

Arteterapia
- A criança deixa fluir as emoções que estão a ponto de emergir,
 basta ter oportunidade para isso.
  Esses desenhos, assim como as pinturas livres,
 vão mostrar o grau de maturidade, a  liberdade que ela tem e como a
 confiança em si mesma.


Desenho de criação + Pintura
Arte educação
- No desenho onde a criança estuda um assunto ou tema, ela é estimulada a
 fazer seu próprio desenho, a criar. Ela observa uma ou mais imagens e cria
 a sua própria obra inspirada no que viu.

Arteterapia
- Ao criar um desenho a criança está exercitando seu “eu interior” para
  resolver uma situação que lhe foi solicitada. Isso faz com que a criança
 aprenda a resolver os problemas que lhe apareçam, sejam mais 
  atentas,rápidas de pensamento e organizadas. 


Modelagem
Arte educação
- Nas atividades de modelagem a criança entra em contato com o volume, 
com a tridimensionalidade e trabalha a coordenação motora.
 A criação pode ser livre ou dirigida, o importante é entender as possibilidades
 que a argila, o biscuit, o papel machê ou as massinhas podem oferecer
 para a criação e a aprendizagem.

Arteterapia
- A atividade de modelar é calmante e pode favorecer o relaxamento,
 a libertação de tensões, fadigas e depressões.
 Pode se usar a argila ou o papel machê, mas, com crianças,
 trabalhar com massinhas proporciona muito mais resultados
 pois elas são coloridas, macias e fáceis de manusear.       
     



Recorte e Colagem
Arte educação
- A criança se expressa de diferentes maneiras recortando e colando revistas,
 jornais, papéis coloridos, grãos, serragem, tecidos, etc. Ela vai desenvolvendo
 as atividades propostas, trabalhando com cores, texturas, linhas, formas,
 sobreposição, entre outros. 

Arteterapia
- Ao desenvolver uma atividade de recorte e colagem proposta
 pelo terapeuta a criança planeja, analisa, fica atenta, 
concentrada, precisa de paciência e de organização.


 O terapeuta vai inserindo as atividades de acordo com
 a necessidade da criança na busca de direcioná-la 
 a estruturação emocional.


Construção / Sucata
Arte educação
- Trabalhar com construção em arte educação é muito importante pois faz com
 que a criança trabalhe com a tridimensionalidade o tempo todo. Se ela trabalhar
 com sucatas, por exemplo, terá que observar, combinar, imaginar, juntar, etc.
 Irá trabalhar e desenvolver noções de peso, proporção, tamanho, forma,
 posição, espaço, comprimento, largura e volume entre outros. Depois de criada,
 a obra poderá ser vista de diferentes ângulos e distâncias.

Arteterapia
- Ao trabalhar com construção de algo, 
a criança estará mostrando seu grau de
 equilíbrio interior e, à medida que 
vai construindo, vai se estruturando emocionalmente
 através de erros e acertos e  se reorganizando internamente.


 Através do lúdico, se autoconhecendo,
 se conscientizando da sua   importância
     como ser humano no meio em que vive.



Arte educação
- O professor acompanhará o desenvolvimento criativo de seu aluno, assim como,
 seu aprendizado artístico. Ele vai compondo seu mundo estético, simbólico
 e criativo. As atividades propostas terão sempre o objetivo de aprendizagem,
 desenvolvimento motor e emocional.


Arteterapia
- O terapeuta, através das atividades artísticas,
 conhece melhor seu paciente(criança) e,
 sutilmente, vai corrigindo o comportamento,
 desbloqueando seus medos e ansiedades,
 buscando uma criança feliz, alegre e comunicativa.


 O objetivo é que  criança resgate
 a sua identidade e autoestima.


Ivete Raffa
Arte educadora e Pedagoga 

                      Compartilhado de: 


quarta-feira, 22 de agosto de 2012

Tecelagem

A tecelagem É UMA TÉCNICA EFICAZ PARA AMPLIAR AS PERCEPÇÕESQUE A PESSOA TEM DO MUNDO. Principalmente para pessoas que estão prostradas ouentão em fase de recuperação pós-operatório, ou encontram-se com pouca vitalidade. Tambémé um ótimo trabalho terapêutico para
pessoas que desempenham funções automáticas
,como secretárias, digitadoras, bancárias... Pois a tecelagem rompe com o automatismo. Como também, é bom para
pessoas dispersas. com tendência a fantasias e a devanear, pois força oindivíduo a prestar atenção ao trabalho que está executando.

Patchwork


Usado em arte terapia, nos revela verdades profundas sobre mudanças, que vão sendo costuradas para se obter o que se deseja na vida, em direção ao nosso crescimento. Em outras palavras, ajuda a estabelecer metas, a comprometer-se, a planejar e ter responsabilidade. Todos esses componentes (ajudam) a recompor todas as nossas partes formando um todo e tornando-nos inteiros.
(SILVEIRA, Martha Magalhães da. Conversas em arte terapia. Imagens da Transformação No. 9.)





Bordado

Representar símbolos com agulhas e fios permite literalmente "pegar o fio da meada" e dar presença e continuidade a uma ideia ou sentimento. Fazer o nó e passar o fio ponto por ponto firma internamente o propósito. O bordado tem também a vantagem de poder ser feito e desfeito, auxiliando nos processos de permissão de desconstrução e correção de rota.

Tear simples


Armá-lo traz a preparação para criar o instrumento que permitirá construir a própria história. Quando pronto, o tear oferece uma forma preestabelecida (moldura) que será preenchida de forma escolhida pelo sujeito. É, então, pre
ciso separar os fios para integrá-los de uma nova maneira. Tecendo criam-se ligações nas linhas que se entrelaçam e vínculos nos nós.
(BAPTISTA, Ana Luisa. Círculo psico-orgânico e ciclos arquetípicos na arte terapia. Imagens da Transformação No. 9.)
Imagem:Foto em atelier Bete Landmann
 http://ayssoarteterapia.blogspot.com.br/

domingo, 19 de agosto de 2012


Goethe sobre a psicologia da cor e emoção

por Compartilhado  de : http://www.brainpickings.org/index.php/2012/08/17/goethe-theory-of-colours/
"Colour em si é um grau de escuridão."
A cor é uma parte essencial de como experimentamos o mundo, tantobiologicamente e culturalmente . Uma das primeiras explorações formais da teoria da cor veio de uma fonte improvável - o poeta alemão, artista, político e Johann Wolfgang von Goethe , que em 1810 publicou a Teoria das Cores ( biblioteca pública ; domínio público ), seu tratado sobre a natureza, função e psicologia das cores. Embora o trabalho foi rejeitado por grande parte da comunidade científica, manteve-se de grande interesse para um grupo de proeminentes filósofos e físicos, incluindoArthur Schopenhauer , Gödel Kurt , e Ludwig Wittgenstein .
Um dos pontos mais radicais de Goethe foi uma refutação das idéias de Newton sobre o espectro de cores, sugerindo vez que a escuridão é um ingrediente ativo do que a mera ausência passiva de luz.
... Luz e escuridão, brilho e obscuridade, ou se uma expressão mais geral é preferida a luz, e a sua ausência, são necessárias para a produção de cor ... Cor si é um grau de escuridão.
Mas talvez suas teorias mais fascinantes explorar o impacto psicológico de diferentes cores sobre o humor e emoção - idéias obtidas por intuição do poeta, que são contas de parte de entretenimento que fazem fronteira com a superstição, insights parte prescientes corroborado pela ciência dura cerca de dois séculos mais tarde, e parte puramente delicioso manifestações da beleza da linguagem.
Roda de cor desenhado por Goethe em 1809
AMARELO
Esta é a cor mais próxima da luz. Ela aparece na menor redução da luz, seja pela semi-transparentes médiuns ou pálido reflexo de superfícies brancas. Em experimentos prismáticos estende-se por si só e amplamente no espaço de luz, e ao mesmo tempo os dois pólos permanecem separados um do outro, antes de se misturar com azul para produzir verde é para ser visto na sua maior pureza e beleza.Como o amarelo química se desenvolve em e sobre o branco, foi circunstancialmente descrito em seu devido lugar.
Na sua mais alta pureza que sempre carrega com ele a natureza de brilho, e tem um sereno, personagem, gay suavemente emocionante.
Estado é agradável e satisfação, e na sua potência máxima é sereno e nobre, que é, por outro lado, extremamente susceptível à contaminação, e produz um efeito muito desagradável se estiver manchada, ou em algum grau tende ao menos lado. Assim, a cor de enxofre, que se inclina para o verde, tem um algo desagradável na mesma.
Quando a cor amarela é comunicado à superfície sem brilho e grosseiros, tais como tecido comum, feltro, ou semelhante, sobre o qual ele não aparece com a energia completa, o efeito desagradável mencionado é aparente. Por uma ligeira alteração e quase imperceptível, a bela impressão de fogo e ouro se transforma em um não indignos o epíteto de falta, e da cor de honra e alegria revertida para a da ignomínia e da aversão. Para esta impressão os chapéus amarelos dos falidos e os círculos amarelos nos mantos de judeus, pode ter devido a sua origem.
VERMELHO-AMARELO
Como nenhuma cor pode ser considerado como estacionário, de modo que pode facilmente aumentar em amarelo avermelhado por condensação ou escurecimento lo.A cor aumenta em energia, e aparece em vermelho-amarelo mais poderosa e esplêndida.
Tudo o que temos dito do amarelo é aplicável aqui, em um grau mais elevado. A vermelho-amarelo dá uma impressão de calor e alegria, já que representa o matiz do brilho mais intenso de fogo.
Vermelho-Amarelo
Como amarelo puro transmite muito facilmente a vermelho-amarelo, de modo que o aprofundamento desta última para amarelo-vermelho é para não ser preso. A sensação, agradável alegre que vermelho-amarelos aumenta excita a uma impressão poderosa em intoleravelmente brilhante amarelo-vermelho.
O lado ativo está aqui em seu mais alto de energia, e não é de se admirar que os impetuosos, robustos, homens sem instrução, devem ser especialmente satisfeitos com esta cor.Entre as nações selvagens a inclinação para ele tem sido universalmente remarkedy e quando as crianças, entregues a si mesmos, começam a utilizar matizes, eles nunca vermelhão de reposição e minium.
Ao olhar fixamente uma superfície perfeitamente amarelo-vermelho, a cor parece realmente a penetrar no órgão. Ela produz uma excitação extrema, e ainda age assim, quando um pouco escurecido. Um pano amarelo-vermelho perturba e enfurece animais. Eu conheci homens de educação a quem o seu efeito era intolerável, se por acaso ver uma pessoa vestida com um manto escarlate em um dia cinzento e nublado.
As cores na subtração lado são azul, vermelho e azul, e azul e vermelho. Eles produzem um inquieto, impressão, suscetível ansioso.
AZUL
O amarelo é sempre acompanhada com a luz, por isso pode-se dizer que o azul traz ainda um princípio de escuridão com ele.
Esta cor tem um efeito peculiar e quase indescritível no olho.Como uma tonalidade é poderosa -, mas é, no lado negativo, e no seu máximo grau de pureza é, por assim dizer, uma negação estimulante. Sua aparência, então, é uma espécie de contradição entre a excitação e repouso.
Como o céu superior e montanhas distantes aparecem em azul, para uma superfície azul parece se aposentar a partir de nós.
Mas, como nos facilmente seguir um objeto agradável que voa de nós, então nós amamos a contemplar azul - não porque ela avança para nós, mas porque nos atrai depois.
Azul dá-nos uma impressão de frio, e, assim, mais uma vez, nos lembra de sombra. Temos falado antes de sua afinidade com o preto.
Quartos que estão pendurados com azul puro, aparecem em algum grau maior, mas, ao mesmo tempo vazio e frio.
O aparecimento de objetos vistos através de um vidro azul é sombria e melancólica.
Quando participa azuis em certo grau do lado pltis, o efeito não é desagradável. Verde-mar é mais uma cor agradável.
Vermelho-azul
Encontramos amarelo logo tendendo para o estado intenso, e observamos a mesma progressão em azul.
Azul aprofunda muito ligeiramente em vermelho, e, assim, adquire um carácter pouco activa, ainda que seja do lado passivo. O seu poder estimulante é, no entanto, de uma espécie diferente da do vermelho-amarelo. Pode dizer-se a perturbar, em vez de animam.
Como aumento em si não é para ser preso, de modo que se sente uma inclinação para seguir o progresso da cor, e não, no entanto, como no caso do vermelho, amarelo, ver ainda, no sentido de aumentar a activa, mas para encontrar um apontar para descansar dentro
Em um estado muito atenuada, esta cor é conhecida por nós sob o nome de lilás, mas mesmo neste grau tem uma coisa animada sem alegria.
AZUL-VERMELHO
Isso aumenta inquietas sentindo como os avanços matiz, e pode ser seguramente assumido, que um tapete de um perfeitamente puro profundo azul-vermelho seria intolerável.Por conta disso, quando ele é usado para vestuário, fitas ou outros ornamentos, ela é empregada em um estado muito atenuada e luz, e, portanto, apresenta o seu carácter como acima definido, de um modo particularmente atraente.
Como os dignitários mais elevados da Igreja se apropriaram dessa cor inquieta a si mesmos, podemos nos aventurar a dizer que incessantemente aspira ao vermelho do cardeal através dos graus inquietos de uma progressão ainda impaciente.
VERMELHO
Quem está familiarizado com a origem prismático de vermelho não vai pensar que paradoxal se afirmar que esta cor em parte actu , em parte potentia , inclui todas as outras cores.
Temos observado um progresso constante ou aumento em amarelo e azul, e visto o que as impressões foram produzidas por vários estados, portanto, pode-se inferir que, naturalmente, agora, na junção dos extremos aprofundou um sentimento de satisfação deve ter sucesso, e, assim, em fenômenos físicos, o maior presente de todas as aparências de cor surge a partir da junção de dois extremos contrastantes que gradualmente se prepararam para uma união.
Como um pigmento, por outro lado, apresenta-se-nos já formadas, e é o mais perfeito como uma tonalidade de cochonilha, uma substância que, no entanto, por acção química, pode ser feita a tendência para a mais ou a menosdo lado, e pode ser considerado como tendo atingido o ponto central da melhor carmim.
O efeito desta cor é tão peculiar quanto a sua natureza. Ela transmite uma impressão de gravidade e dignidade, e ao mesmo tempo de graça e de atratividade. A primeira em seu estado escuro profundo, o último em sua tonalidade de luz atenuada, e, assim, a dignidade da idade e da amabilidade dos jovens podem adornar-se com graus do mesmo matiz.
A história relata muitos casos de o ciúme de soberanos com relação à qualidade de vermelho. Acompanhamentos em torno desta cor tem sempre um efeito grave e magnífico. O vidro vermelho exibe uma paisagem brilhante na tonalidade tão terrível como a de inspirar sentimentos de temor.
VERDE
Se o amarelo eo azul, que consideramos como as cores mais fundamentais e simples, são unidos como eles aparecem pela primeira vez, no primeiro estado da sua acção, a cor que chamamos de verde é o resultado.
O olho experimenta uma impressão claramente grato desta cor. Se as duas cores primárias são misturadas em igualdade perfeita, de modo que nem predomina, do olho e do repouso em mente o resultado desta junção, como sobre uma cor simples. O espectador não tem nem vontade nem o poder de imaginar um estado para além dela. Daí para quartos de viver em constante, a cor verde é geralmente mais selecionado.
Apesar de não ser uma obra de ciência, Teoria das Cores se destaca como uma conta de absorção da filosofia e da experiência artística de cor, fazendo a ligação intuitiva e visceral de uma forma que, mais de dois séculos depois, continua a intrigar.